quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Atrações culturais animam Cabo Frio.

"Música no Convento" é atração no Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio

O evento conta com a apresentação do Grupo Musical Amadeus, com um repertório de encantamento e harmonia.

 Nesta quinta-feira (25), às 19h, o MART- Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio recebe o evento "Música no Convento", que tem como objetivo levar cultura para a sociedade por meio da expressão musical.
      A noite de quinta-feira será animada! Contará com a apresentação do Grupo Musical Amadeus com um repertório de encantamento e harmonia. Para quem busca uma opção de lazer e entretenimento cultural de qualidade o “Música no Convento” é o evento perfeito.
      O Grupo Amadeus é fundado pelo Maestro, Sérgio Gabriel da Silva, violinista oriundo de Juiz de Fora, Minas Gerais. Por ter uma longa experiência como músico de Orquestra em Minas Gerais e integrado ao meio artístico da região, Sergio Gabriel, convidou alguns músicos para participarem deste projeto que veio a se tornar referência em toda a Região dos Lagos.
O nome "Amadeus" é uma homenagem ao grande Wolfgang Amadeus Mozart, compositor reverenciado na trajetória da maioria dos músicos do Grupo. A apresentação desta quinta-feira (25) trará um trio - violino, violão e violoncelo, executando um repertório de artistas contemporâneos tais como: Coldplay; Jazon Mraz; Ed Sheeran, além de músicas de Bossa Nova e Jazz. Programe-se e venha para o MART.
      Reconhecido pelo importante trabalho de aproximação que realiza com a comunidade local, o MART distingue-se por incentivar e acolher diversas manifestações culturais que utilizem o Patrimônio como referencial ou fonte de inspiração.
     O horário de funcionamento do museu é de segunda à sexta- feira, das 10h às 17h, no antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos – Largo de Santo Antônio, s/nº - Centro – Cabo Frio. A entrada é gratuita. Para mais informações: (22) 2626- 7340.

Charitas recebe Feira Literária "Fases e Fatos"


Começou a “Feira Literária Fases e Fatos" no Charitas - Museu e Casa de Cultura José Dome. O evento vai acontecer até o dia 26 de Agosto a partir das 15h até às 19h. A Feira conta com uma programação cultural diversificada: serão mini palestras, oficinas de artesanato, noite de autógrafos e lançamento de livros durante todos os dias.

    O objetivo é divulgar os autores locais e também de outras cidades da região com intuito de aproximar o público para o conhecimento de diferentes obras literárias. Por isso, o nome da feira, "Fases e Fatos", pois muitos escritores são contistas, cronistas, poetas e também memorialistas.

     Dia 24, das 15h às 16h o evento conta com a Oficina “Mãos que entalham” com a instrutora Simone Marinho. O professor de Língua Portuguesa da UERJ- Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fábio André, ministra a palestra “Gosto pela escrita e pela leitura” das 16h às 16h45.  Finalizando, a Publicitária, Laura Baptista, Pós-Graduada em Imagens e Culturas Midiáticas pela UFMG- Universidade Federal de Minas Gerais,  realiza a palestra “Fanfiction – uma nova forma de contar histórias”, das 17h às 17h45. “A Feira Fases e Fatos” também terá  lançamentos de livros das 18h às 19h.
     A Casa de Cultura José de Dome está localizado na Avenida Nossa Senhora de Assunção, nº 855 - Centro – Cabo Frio.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

401 Anos - Festa da Padroeira Nossa Senhora da Assunção


A tradicional comemoração da Padroeira de Cabo Frio, Nossa Senhora da Assunção que neste ano comemora 401 anos, dará inicio no próximo sábado, 06/08 com a transladação da imagem de Nossa Senhora da Matriz Histórica para Matriz Auxiliar.
Durante os os dias da Novena, as Santas Missas acontecerão às 07h30min na Matriz Histórica e às 19h na Matriz Auxiliar juntamente com a Novena da Padroeira.

Na programação externa que acontecerá na principal praça da cidade, terá shows no dia 12/08 com Vitória Lopes e convidados do The Voice Kids e o Canta Brasil com Oswaldo Guimarães e banda.
Já no sábado 13/08, a noite será animada pelo cantor Elymar Santos prometendo levar o público para um grande baile.  
Domingo 14/08, além do tradicional almoço na praça, terá: encenação teatral, show com Jero e Banda, show de prêmios e a programação do dia termina com Léo Parazi trazendo o melhor do sertanejo universitário.  
Segunda - feira (15/8), Dia de Nossa Senhora da Assunção, para fechar as comemorações, as  bandas católica:Tocando a Face  e Som da Graça subirão ao palco a partir das 18h30min tocando muito louvor em hora a Nossa Senhora.

Confira a programação religiosa e externa:

Programação Religiosa

06/08 – Sábado
19h30min -  Transladação da imagem de Nossa Senhora da Assunção da Matriz Histórica para Matriz Auxiliar
20h – Santa Missa na Matriz Auxiliar – Novena da Padroeira
07/08 – Domingo
08h30min – Santa Missa na Matriz Auxiliar
18h – Santa Missa na Matriz Auxiliar
20h – Santa Missa na Matriz Auxiliar – Novena da Padroeira
08 a 12/08 – Segunda a sábado
07h30min – Santa Missa na Matriz Histórica
19h – Santa Missa na Matriz Auxiliar – Novena da Padroeira
13/08 – Sábado
Não haverá Missa das crianças
19h – Santa Missa na Matriz Auxiliar – Novena da Padroeira
14/08 – Domingo
10h30min – Santa Missa na Matriz Auxiliar
18h – Santa Missa presidida por Sua Exª. Revma. Dom José Francisco Rezende Dias, Arcebispo de Niterói
15/08 – Segunda – feira – Dia da Padroeira
10h30min – Santa Missa Solene na Matriz Auxiliar, presidida por Sua Exª. Revma. Dom Alano Maria Pena, Arcebispo Emérito de Niterói
16h – Santa Missa na Matriz Auxiliar
17h – Procissão Luminosa da Padroeira

Programação Popular

12/08 sexta-feira
20h – DJ John
20h30min – Show com Vitoria Lopes e convidados do The Voice Kids
22h – Show Canta Brasil com Oswaldo Guimarães
13/08 – Sábado
20h30min – DJ John
22h30min – Elymar Santos
14/08 – Domingo
09h30min Passeio ciclístico (Saída Praça Porto Rocha) Faça sua doação de 3k de alimentos não perecíveis
11h30min – Encenação Teatral
12h – Almoço na praça Porto Rocha
13h - Show com Jero e banda
15h – Show de Prêmios (adquira sua cartela com os movimentos e pastorais)
22h – Show popular com Léo Parazi
15/08 – Segunda
18h30min – Tocando a Face
20h30min – Show Católico com a Banda Som da Graça









         .

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Atletas das Canoas Havaianas fazem percurso marítimo da Tocha Olímpica em Cabo Frio


Dezenas de canoas havaianas fizeram o trajeto de 1,5 km

A orla do canto do Forte amanheceu colorida com equipes de Canoas Havaianas fazendo o percurso marítimo de despedida da Tocha Olímpica em Cabo Frio.


    O percurso final foi conduzido pela paratleta, Rosely de Araújo, que é paracanoísta e perdeu a sensibilidade nas pernas depois de um acidente doméstico com eletricidade, há vinte anos. O desfile marítimo teve inicio no Canto do Forte, contornando o Forte e entrando pelo Canal de Itajuru, finalizando o evento no terminal dos transatlânticos.


O Revezamento da Tocha Olímpica chegou ontem (01) em Cabo Frio, pernoitando na cidade, partindo hoje (02) cedo em comboio para Saquarema.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Tocha Olímpica ficará 2 dias na cidade com 50 condutores.


 A Tocha Olímpica estará em solo cabofriense na segunda- feira (01), exatamente há quatro dias para o início das Olimpíadas no Rio de Janeiro. Com isso, a Prefeitura divulga o roteiro percorrido pelos 50 condutores na cidade.

A previsão é que a concentração para o revezamento da tocha comece às 17h, na altura da Universidade Estácio de Sá, início da Avenida Vereador Antônio Ferreira dos Santos. Serão 49 condutores da Tocha no trajeto rodoviário e um no trajeto marítimo.

O Comboio do revezamento da Tocha passará na Av. Vereador Antônio Ferreira dos Santos, Av. Vereador Manoel Antunes, Av. Joaquim Nogueira, Rua Vitor Rocha, Rua Poeta Vitorino Carriço, Rua Porto Alegre, Rua Maninha Carriço, Av. Júlia Kubitscheck, Av. Teixeira e Souza, Av. Assunção, Av. do Contorno e Av. Macário Pinto Lopes.

A cidade também terá um percurso marítimo de 1,5 km em canoa havaiana, no dia 02 de agosto (terça-feira), às 07h00, que será conduzida pela paratleta, Rosely de Araújo, seguida por mais de 100 remadores em Canoas Havaianas e Stand up Padlle. O trajeto será pelo Canal do Itajurú, que corta a cidade de Cabo Frio e liga na maior lagoa hipersalina do mundo, a Lagoa de Araruama, ao mar.




quarta-feira, 6 de julho de 2016

Lei do farol baixo nas estradas durante o dia já começou.


Entenda a obrigatoriedade do farol baixo na estrada
Nova lei começa a valer em 8 de julho; quem infringir receberá multa de R$ 85,13 e perderá 4 pontos.

 Agora é para valer. A partir desta sexta-feira (8), entra em vigor a lei 13.290/2016, de autoria do senador José Medeiros (PSD-MT), que exige o uso do farol baixo nas rodovias de todo o Brasil. Os veículos que descumprirem a regra receberão multa de R$ 85,13 e o condutor perderá quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).
O aumento da segurança é o objetivo central da lei. Segundo Medeiros, o uso dos faróis tornará os veículos mais visíveis à luz do dia, tanto para outros motoristas quanto para pedestres e ciclistas. Nos Estados Unidos, o farol baixo já é obrigatório em rodovias faz tempo. Na Europa, a lei é sofisticada e exige iluminação diurna desde 2011.
Confira abaixo algumas dicas.
— Lanterna: não confunda as coisas. A lei exige o uso dos faróis baixos, logo as lanternas não bastam;
— Iluminação diurna: a princípio será aceita, porque o Contran a classifica como "faróis com rodagem diurna". Mas seu uso não está indicado na lei. Vale reforçar que o chamado DLR (Day Light Running) não ilumina como os faróis baixos, apenas sinaliza. Dezenas de veículos à venda no Brasil já possuem luzes diurnas, desde compactos, como os novos Citroën C3 e Peugeot 208, até utilitários médios, como as picapes Chevrolet S10 Toyota Hilux.
— Luzes de neblina: atrapalha mais do que ajuda em situações de boa visibilidade, especialmente em perímetro urbano, já que brilha com maior intensidade que os faróis. Não substituí os faróis baixos. Seu uso é específico para condições de neblina e baixa visibilidade.
— Farol alto: também mais atrapalha que ajuda. Não substituí as luzes baixas e pode ofuscar a visão de outros.
A Polícia Militar Rodoviária também está instruindo os motoristas a acionarem a luz baixa do farol em qualquer rodovia estadual ou federal. Pela alteração aprovada, os motoristas devem acender o farol baixo inclusive nas rodovias que cortam trechos urbanos e em túneis com iluminação.
E a bateria do carro?
Pode relaxar, pois o uso dos faróis baixos não afetará o funcionamento da bateria, tampouco aumentará o consumo de combustível. Há, evidentemente, maior demanda de energia, que é compensada pelo alternador.
Regulagem dos faróis
De tempos em tempos, é fundamental conferir o alinhamento dos faróis e ajustar, se necessário. É um serviço que pode ser feito pelo próprio proprietário (veja o manual) ou em uma oficina. Quando desalinhadas, as luzes baixas podem comprometer a visibilidade de outros motoristas e até causar acidentes, sendo inclusive passíveis de multa.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Calendário eleitoral Julho - Eleições 2016



JULHO – SEXTA-FEIRA, 1º.7.2016


  1. Data a partir da qual não será veiculada a propaganda partidária gratuita prevista na Lei nº 9.096/1995 nem será permitido nenhum tipo de propaganda política paga no rádio e na televisão (Lei nº 9.504/1997, art. 36, § 2º).
  2. JULHO – SÁBADO, 2.7.2016

    (3 meses antes)
    1. Data a partir da qual são vedadas aos agentes públicos as seguintes condutas (Lei nº 9.504/1997, art. 73, incisos V e VI, alínea a):
      1. nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os casos de:
        1. nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança;
        2. nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais ou conselhos de contas e dos órgãos da Presidência da República;
        3. nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até 2 de julho de 2016;
        4. nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do chefe do Poder Executivo;
        5. transferência ou remoção ex officio de militares, de policiais civis e de agentes penitenciários;
      2. realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios e dos estados aos municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou de serviço em andamento e com cronograma prefixado e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública.
    2. Data a partir da qual é vedado aos agentes públicos das esferas administrativas cujos cargos estejam em disputa na eleição (Lei nº 9.504/1997, art. 73, inciso VI, alíneas b e c, e § 3º):
      1. com exceção da propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado, autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos municipais ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral;
      2. fazer pronunciamento em cadeia de rádio e de televisão, fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo.
    3. Data a partir da qual é vedada, na realização de inaugurações, a contratação de showsartísticos pagos com recursos públicos (Lei nº 9.504/1997, art. 75).
    4. Data a partir da qual é vedado a qualquer candidato comparecer a inaugurações de obras públicas (Lei nº 9.504/1997, art. 77).
    5. Data a partir da qual órgãos e entidades da administração pública direta e indireta poderão, quando solicitados, em casos específicos e de forma motivada, pelos tribunais eleitorais, ceder funcionários à Justiça Eleitoral (Lei nº 9.504/1997, art. 94-A, inciso II).

    JULHO – SEGUNDA-FEIRA, 4.7.2016

    (90 dias antes)
    1. Último dia para os representantes dos partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público e demais pessoas autorizadas em resolução específica, interessados em assinar digitalmente os programas a serem utilizados nas eleições de 2016, entregarem à Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral programa próprio, para análise e posterior homologação.
    2. Último dia para a Justiça Eleitoral realizar audiência com os interessados em firmar parceria para a divulgação dos resultados.
    3. Último dia para o Tribunal Superior Eleitoral apresentar o modelo de distribuição e os padrões tecnológicos e de segurança a serem adotados na oportunidade em que disponibilizar os dados oficiais que serão fornecidos às entidades interessadas na divulgação dos resultados.
    4. Último dia para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida que tenha solicitado transferência para seção eleitoral especial comunicar ao juiz eleitoral, por escrito, suas restrições e necessidades, a fim de que a Justiça Eleitoral, se possível, providencie meios e recursos destinados a facilitar-lhe o exercício do voto (Resolução nº 21.008/2002, art. 3º).

    JULHO – TERÇA-FEIRA, 5.7.2016


    1. Data a partir da qual, observado o prazo de quinze dias que antecede a data definida pelo partido para a escolha dos candidatos, é permitido ao postulante à candidatura a cargo eletivo realizar propaganda intrapartidária com vistas à indicação de seu nome, vedado o uso de rádio, televisão e outdoor (Lei nº 9.504/1997, art. 36, § 1º).

    JULHO – SÁBADO, 16.7.2016


    1. Data a partir da qual, até 15 de agosto de 2016 e nos três dias que antecedem a eleição, o Tribunal Superior Eleitoral poderá divulgar comunicados, boletins e instruções ao eleitorado, em até dez minutos diários requisitados das emissoras de rádio e de televisão, contínuos ou não, que poderão ser somados e usados em dias espaçados, podendo ceder, a seu juízo, parte desse tempo para utilização por Tribunal Regional Eleitoral (Lei nº 9.504/1997, art. 93).

    JULHO – QUARTA-FEIRA, 20.7.2016


    1. Data a partir da qual é permitida a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput).
    2. Data a partir da qual os feitos eleitorais terão prioridade para a participação do Ministério Público e dos juízes de todas as justiças e instâncias, ressalvados os processos de habeas corpuse mandado de segurança (Lei nº 9.504/1997, art. 94, caput).
    3. Data a partir da qual é assegurado o exercício do direito de resposta ao candidato, ao partido político ou à coligação atingidos, ainda que de forma indireta, por conceito, imagem ou afirmação caluniosa, difamatória, injuriosa ou sabidamente inverídica, difundidos por qualquer veículo de comunicação social (Lei nº 9.504/1997, art. 58, caput).
    4. Data a partir da qual, considerada a data efetiva da realização da respectiva convenção partidária, é permitida a formalização de contratos que gerem despesas e gastos com a instalação física e virtual de comitês de candidatos e de partidos políticos, desde que só haja o efetivo desembolso financeiro após a obtenção do número de registro de CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para a movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.
    5. Último dia para a Justiça Eleitoral dar publicidade aos limites de gastos para cada cargo eletivo em disputa, conforme as regras definidas nos arts. 5º e 6º da Lei nº 13.165/2015 (Lei nº 13.165/2015, art. 8º).
    6. Data a partir da qual, observada a homologação da respectiva convenção partidária, até a diplomação e nos feitos decorrentes do processo eleitoral, não poderão servir como juízes nos tribunais eleitorais, ou como juiz eleitoral, o cônjuge ou o parente consanguíneo ou afim, até o segundo grau, de candidato a cargo eletivo registrado na circunscrição (Código Eleitoral, art. 14, § 3º).
    7. Data a partir da qual não será permitida a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral (Lei nº 9.504/1997, art. 33, § 5º).

    JULHO – SEXTA-FEIRA, 22.7.2016


    1. Último dia para a publicação, no órgão oficial do estado, dos nomes das pessoas indicadas para compor as juntas eleitorais para o primeiro e eventual segundo turnos de votação (Código Eleitoral, art. 36, § 2º).

    JULHO – DOMINGO, 24.7.2016

    (70 dias antes)
    1. Último dia para que os títulos dos eleitores que requereram inscrição ou transferência estejam prontos para entrega (Código Eleitoral, art. 114, caput).

    JULHO – SEGUNDA-FEIRA, 25.7.2016


    1. Data a partir da qual, observado o prazo de três dias úteis contados do protocolo do pedido de registro de candidatura, a Justiça Eleitoral fornecerá o número de inscrição no CNPJ aos candidatos cujos registros tenham sido requeridos pelos partidos políticos ou coligações (Lei nº 9.504/1997, art. 22-A, § 1º).
    2. Data a partir da qual os partidos políticos, as coligações e os candidatos, após a obtenção do número de registro de CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais, deverão enviar à Justiça Eleitoral, para fins de divulgação na Internet, os dados sobre recursos recebidos em dinheiro para financiamento de sua campanha eleitoral, observado o prazo de setenta e duas horas do recebimento desses recursos (Lei nº 9.504/1997, art. 28, § 4º, inciso I).

    JULHO – QUARTA-FEIRA, 27.7.2016

    (67 dias antes)
    1. Último dia para os partidos políticos impugnarem, em petição fundamentada, os nomes das pessoas indicadas para compor as juntas eleitorais, observado o prazo de três dias contados da publicação do edital (Código Eleitoral, art. 36, § 2º).

    JULHO – SEXTA-FEIRA, 29.7.2016

    (65 dias antes)
    1. Último dia para o juiz eleitoral anunciar a realização de audiência pública para a nomeação do presidente, primeiro e segundo mesários, secretários e suplentes que irão compor as mesas receptoras e prestar apoio logístico nos locais de votação (Código Eleitoral, arts. 35, inciso XIV, e 120).

    JULHO – SÁBADO, 30.7.2016


    1. Último dia para o Tribunal Superior Eleitoral promover, em até cinco minutos diários, contínuos ou não, requisitados às emissoras de rádio e televisão, propaganda institucional destinada a incentivar a participação feminina na política, bem como a esclarecer os cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro (Lei nº 9.504/1997, art. 93-A).